Cirurgias mamárias

Mastopexia

A cirurgia  de mastopexia ou lifting mamário surgiu para tentar reverter a progressão normal da ptose ou queda mamária a fim de restaurar uma forma mais jovial a mama. Desta forma reposicionamos o complexo areolomamilar, remodelamos a redundância de pele para melhorar a sustentação das mamas.

Indicação:

A posição desconfortável do complexo areolomamilar e a atrofia do parênquima mamário, levando a perda de volume, são as principais indicações para  a cirurgia de mastopexia. As variáveis a serem consideradas são: posição, contorno, simetria, tamanho e proporção de mama e do complexo areolomamilar.

Procedimento:

A cirurgia tem duração média de três horas a depender do caso. Podemos utilizar um implante mamário para obter um volume mais satisfatório ou remodelar a mama com o próprio parênquima. Dependendo do grau de ptose as cicatrizes podem ser extensas. As incisões de comprimento diminuído podem limitar o resultado estético.

Anestesia:

Esta cirurgia pode ser realizada com anestesia local e sedação, peridural ou anestesia geral.

Pós operatório:

O uso de soutien cirúrgico por dois meses é necessário para o conforto e sustentação e modelagem das mamas.
Os cotovelos devem ficar abaixo dos ombros por duas semanas o que limita a paciente de levantar os braços, dirigir, cuidar do próprio cabelo e usar roupas sem ser de abertura frontal.
As cicatrizes não devem ser expostas ao sol por seis meses, algumas pacientes podem apresentar diminuição da sensibilidade das mamas, que comumente é revertida em poucas semanas.

Câncer de mama:

Não há indicações que a cirurgia mamária estética altere a incidência de câncer de mama e não impede a realização de exames para a identificação de lesões suspeitas.

CIRURGIAS E
PROCEDIMENTOS

CIRURGIAS E
PROCEDIMENTOS

Share on facebook
Share on email
Share on print